<<< Ta ficando velho... Hein!!! <<< Meu Amigo(a), você que fez parte da geração anos 2000, 90, 80, 70... não deixe que nossas lembranças sejam esquecidas!!! <<< Indique/Recomende este Site para seus Amigos(as), e deixe que eles também voltem ao passado e se divirtam!!! <<< Participe de nosso Fórum de discussão, em nosso Site/Comunidade no Facebook postando suas fotos e vamos relembrar, com outros internautas, nossas lembranças!!! <<< Assine também nosso Livro de Visitas e deixe seu Recado. <<< BOA NAVEGAÇÂO !!!

Vamos relembrar: Armação Ilimitada, Agente G, Arca de Noé, Arrelia, Balão Mágico, Bambalalão, Bozo, Capitão Furacão, Casa de Brinquedo, Capitão Aza, Cocoricó, Cometa Alegria, Curumim, Crush, Comandos em Ação, Circo Bombril, Do Ré Mi Fá Sol Lá Simony, Domingo no Parque, Doutor Cacareco, Falcon, Fuzarca & Torresmo, Garoto Juca, Gente Inocente, Gincana Kibon, Globinho, Globo Cor Especial, Gurilândia, Propaganda do " meu 1º sutiã ", Clube da Criança, Pirucóptero, Amendocrem, Biscoitos Monstrinhos Creck, Grupo Metrô, Hugo Game, Ciclone, Magazine, Lupu Limpim Clapla Topo, Mariane, João Penca e seus Miquinhos Amestrados, Ferrugem, Aracy de Almeida, Palhaços Atchim e Espirro, Cometa Halley, Álbuns de figurinhas do Amar é, Revistas de pintar com água, He-man, Thundercats, Viva Noite, Fofão, Jaspion, Changeman, Espectroman, Jiraiya, Sharivan, Sinhozinho Malta, Chips, Filmes do Jerry Lewis, Tênis M2000, Montreal, Ki-Chute, Iate, OP, Cairê, Mini-engradados de Coca Cola, Caloi 10, Canetas de 10 cores, Ferrorama, Autorama, PogoBall, Geleca, Creme Rugol, Loira do banheiro no Colégio, Glub Glub, Plunct Plact Zuum, Rá Tim Bum, Zas-Trás, Topo Gigio, Show Maravilha, Teatrinho Trol, Tia Gladys, Tv Colosso, Uni Duni Tê, Vila Sésamo, Xou da Xuxa, Turma dos Sete, ZYB Bom, etc...

contatootempopassa@gmail.com | facebook.com/otempopassa | instagram.com/otempopassa

24 de dez de 2009


I Love Lucy

Emissora: CBS.
Ano de Produção: de 1951 a 1957 (179 episódios).
Preto e Branco.
Companhias Produtoras: Desilu Productions Inc. .
Elenco: Lucille Ball, Desi Arnaz, Vivian Vance, William Frawley, Kathryn Card, Mary Jane Croft, Jerry Hausner, Bob Jellison, Richard Keith e Joseph A. Mayer.

I Love Lucy estreou na CBS americana em 15 de outubro de 1951, mas só chegou ao Brasil nos anos 80. O seriado alcançava picos de audiência nos Estados Unidos, e até hoje Lucille Ball é lembrada como um marco na história da televisão.
O sucesso imediato da série se deveu a uma idéia simples, mas que marcou uma época: pela primeira vez, o cotidiano das famílias da classe média americana era retratado na televisão. O que tornava cada episódio especial era a incrível atuação de Ball e sua capacidade para fazer qualquer um rir. Some-se a isso o fato de que a atriz insistia em atuar com seu marido verdadeiro, Desi Amaz. Inicialmente, os produtores não acreditavam que daria certo, mas Arnaz permaneceu fazendo o papel de Ricky até o fim, contribuindo também com sugestões de roteiro e músicas para a série.
Na série Lucy era uma dona de casa e Ricky Ricardo, o seu marido, um cantor cubano radicado nos Estados Unidos. Ricky achava que Lucy não tinha qualquer talento artístico, e impedia de todo jeito que ela participasse de seu show. Lucy e sua melhor amiga, Ethel Martz (Vivian Vance) passavam o tempo todo esquematizando como deixar os maridos felizes, e colocar Lucy no showbiz. Nenhum dos planos funciona. Ricky e Fred (Willian Frawley), marido de Ethel, sempre descobriam tudo. Mas elas acabavam convencendo os maridos de que estavam tentando fazer o bem.
Os episódios eram filmados ao vivo, a pedido do próprio Arnaz. Três câmeras eram usadas nas gravações, uma técnica considerada ultrapassada na época, porque os patrocinadores não aprovaram a adoção de um sistema mais moderno. Mesmo assim, a produção não foi prejudicada e os esforços de Desi Arnaz permitiram que I Love Lucy acompanhasse a evolução dos programas de TV ao longo dos anos 60.
Consagrado no hall da fama dos programas de TV, I Love Lucy explorou pela primeira vez temas comuns hoje em dia, tais como companheirismo, machismo, feminismo e situações arriscadas que acabam dando errado. Depois, outras séries seguiram o mesmo caminho, mas nunca conseguiram dosar o humor tão bem em situações tão extravagantes. As incansáveis mentes criativas por trás desse projeto incluíam o produtor Jess Oppenheimer e o time de Madelyn Pugh e Bob Carroll - pessoas que Lucille Ball sempre citava como responsáveis por seu sucesso.
I Love Lucy foi um dos programas mais bem sucedidos da história, permitindo a Ball e Desi comprarem os estúdios RKO para prosseguir com a filmagem da série. Apesar dos altos índices de audiência, os dois resolveram terminar com o seriado em 1957. O casal passou a filmar especiais de uma hora com os mesmos personagens, intitulados The Luci-Desi Comedy Show. Estes, por sua vez, prosseguiram até 1960, quando Ball e Arnaz se divorciaram.
A série ganhou vários prêmios. Em 1953 venceu o Emmy na categoria sitcom. No ano seguinte ela venceu na mesma categoria e a atriz Vivian Vance venceu como melhor atriz coadjuvante. No ano de 1956 Lucille Ball ganhou o Emmy de melhor atriz. A série ainda recebeu quatorze outras indicações ao Emmy em diversas categorias.


Vídeos | Compre o DVD

InfanTV


0 comentários:

Postar um comentário


Ta ficando velho... Hein!!!

Meu Amigo(a), você que fez parte da geração anos 70, 80 e 90, não deixe que nossas lembranças sejam esquecidas!!!

Clique Aqui e Indique/Recomende este Site para seus Amigos(as), e deixe que eles também voltem ao passado e se divirtam!!!

Gostou dessas Lembranças? Então "Clique Aqui" e comente, deixe seu Recado no nosso Livro de Visitas.


Custom Search