<<< Ta ficando velho... Hein!!! <<< Meu Amigo(a), você que fez parte da geração anos 2000, 90, 80, 70... não deixe que nossas lembranças sejam esquecidas!!! <<< Indique/Recomende este Site para seus Amigos(as), e deixe que eles também voltem ao passado e se divirtam!!! <<< Participe de nosso Fórum de discussão, em nosso Site/Comunidade no Facebook postando suas fotos e vamos relembrar, com outros internautas, nossas lembranças!!! <<< Assine também nosso Livro de Visitas e deixe seu Recado. <<< BOA NAVEGAÇÂO !!!

Vamos relembrar: Armação Ilimitada, Agente G, Arca de Noé, Arrelia, Balão Mágico, Bambalalão, Bozo, Capitão Furacão, Casa de Brinquedo, Capitão Aza, Cocoricó, Cometa Alegria, Curumim, Crush, Comandos em Ação, Circo Bombril, Do Ré Mi Fá Sol Lá Simony, Domingo no Parque, Doutor Cacareco, Falcon, Fuzarca & Torresmo, Garoto Juca, Gente Inocente, Gincana Kibon, Globinho, Globo Cor Especial, Gurilândia, Propaganda do " meu 1º sutiã ", Clube da Criança, Pirucóptero, Amendocrem, Biscoitos Monstrinhos Creck, Grupo Metrô, Hugo Game, Ciclone, Magazine, Lupu Limpim Clapla Topo, Mariane, João Penca e seus Miquinhos Amestrados, Ferrugem, Aracy de Almeida, Palhaços Atchim e Espirro, Cometa Halley, Álbuns de figurinhas do Amar é, Revistas de pintar com água, He-man, Thundercats, Viva Noite, Fofão, Jaspion, Changeman, Espectroman, Jiraiya, Sharivan, Sinhozinho Malta, Chips, Filmes do Jerry Lewis, Tênis M2000, Montreal, Ki-Chute, Iate, OP, Cairê, Mini-engradados de Coca Cola, Caloi 10, Canetas de 10 cores, Ferrorama, Autorama, PogoBall, Geleca, Creme Rugol, Loira do banheiro no Colégio, Glub Glub, Plunct Plact Zuum, Rá Tim Bum, Zas-Trás, Topo Gigio, Show Maravilha, Teatrinho Trol, Tia Gladys, Tv Colosso, Uni Duni Tê, Vila Sésamo, Xou da Xuxa, Turma dos Sete, ZYB Bom, etc...

contatootempopassa@gmail.com | facebook.com/otempopassa | instagram.com/otempopassa

26 de dez de 2009


Vigilante Rodoviário

Emissora: Tv Tupi.
Ano de Produção: de 1961 a 1962.
Preto e Branco.
Companhias Produtoras: Tv Tupi.
Apresentadores: Carlos Miranda, King e Tuca.

A bordo de seu Simca Chambord ou com sua motocicleta Harley Davidson, o Vigilante Rodoviário Carlos enfrentava todos os tipos de criminosos. Em seu trabalho, o Vigilante era acompanhado pelo pastor alemão Lobo (pertencente a um soldado da antiga Força Pública, morto em 1971) um cachorro muito argucioso no combate ao crime. A grande missão da dupla era manter a lei nas rodovias de São Paulo. Uma dupla que transmitia muita simpatia, inspirando proteção e segurança e veiculando mensagens educativas.
A Tv Tupi lançou em 1961 uma criação de Ary Fernandes, "O Vigilante Rodoviário", a primeira série brasileira filmada em película de cinema, para concorrer com os enlatados americanos. A série teve apenas 36 episódios, mas o sucesso foi tão grande durante sua exibição que até hoje existem fãs do herói espalhados pelo Brasil. Inicialmente o título da série era "O Patrulheiro Rodoviário", mas após o contrato de patrocínio pela Nestlé, a Toddy comprou um seriado de western norte-americano e o batizou de Patrulheiros do Oeste, o que resultou na mudança do título para "O Vigilante Rodoviário".
A série era exibida na quarta-feira em São Paulo e na quinta-feira no Rio de Janeiro às 20 horas, após o telejornal "Repórter Esso". Devido às dificuldades tecnológicas da época, era necessário levar a cópia do filme para cada emissora para que fosse transmitido. Durante as décadas de 60 e 70 foi reprisada pelas TVs Excelsior, Cultura, Globo e Record.
Mais de 200 atores se candidataram ao papel do herói no piloto da série, mas nenhum agradou ao produtor e diretor Ary Fernandes, que em um momento de quase desespero resolveu testar um de seus assistentes de produção, Carlos Miranda. O resultado foi muito melhor que o esperado. O ator fez tanto sucesso, foi tão convincente e ficou tão marcado pelo papel que quando abandonou a carreira artística tornou-se um vigilante rodoviário na vida real até se aposentar como tenente.
Muitas foram as dificuldades enfrentadas na produção da série, a equipe não tinha dinheiro para comprar os negativos de uma só vez, pois recebiam após a exibição de cada episódio e, assim, iam comprando na Kodak aos poucos. As dificuldades eram muitas, não havia video-tape, as filmagens eram feitas em filmes de celulose de 35 mm, copiadas, montadas, dubladas e reproduzidas em 16 mm para serem transmitidas pela televisão. Para piorar as coisas, três dias após a assinatura do contrato com a Nestlé, que patrocinava a série, Jânio Quadros assumiu a Presidência da República e taxou todos os produtos importados em 400%. Com isso a verba da Nestlé já não era suficiente, uma vez que a maioria dos materiais eram importados, inclusive o filme, já existia inflação e o valor do contrato era fixo. Mesmo assim o projeto seguiu.
O seriado terminou por falta de dinheiro quando mudou a diretoria da Nestlé, que não quis arcar com os custos para dar continuidade à série, que custava dez vezes mais que as produções estrangeiras. Em 1969 Carlos e Lobo voltaram a fazer sucesso novamente nas repises da Tv Globo.


Vídeos | Compre o DVD

InfanTV


0 comentários:

Postar um comentário


Ta ficando velho... Hein!!!

Meu Amigo(a), você que fez parte da geração anos 70, 80 e 90, não deixe que nossas lembranças sejam esquecidas!!!

Clique Aqui e Indique/Recomende este Site para seus Amigos(as), e deixe que eles também voltem ao passado e se divirtam!!!

Gostou dessas Lembranças? Então "Clique Aqui" e comente, deixe seu Recado no nosso Livro de Visitas.


Custom Search