<<< Ta ficando velho... Hein!!! <<< Meu Amigo(a), você que fez parte da geração anos 2000, 90, 80, 70... não deixe que nossas lembranças sejam esquecidas!!! <<< Indique/Recomende este Site para seus Amigos(as), e deixe que eles também voltem ao passado e se divirtam!!! <<< Participe de nosso Fórum de discussão, em nosso Site/Comunidade no Facebook postando suas fotos e vamos relembrar, com outros internautas, nossas lembranças!!! <<< Assine também nosso Livro de Visitas e deixe seu Recado. <<< BOA NAVEGAÇÂO !!!

Vamos relembrar: Armação Ilimitada, Agente G, Arca de Noé, Arrelia, Balão Mágico, Bambalalão, Bozo, Capitão Furacão, Casa de Brinquedo, Capitão Aza, Cocoricó, Cometa Alegria, Curumim, Crush, Comandos em Ação, Circo Bombril, Do Ré Mi Fá Sol Lá Simony, Domingo no Parque, Doutor Cacareco, Falcon, Fuzarca & Torresmo, Garoto Juca, Gente Inocente, Gincana Kibon, Globinho, Globo Cor Especial, Gurilândia, Propaganda do " meu 1º sutiã ", Clube da Criança, Pirucóptero, Amendocrem, Biscoitos Monstrinhos Creck, Grupo Metrô, Hugo Game, Ciclone, Magazine, Lupu Limpim Clapla Topo, Mariane, João Penca e seus Miquinhos Amestrados, Ferrugem, Aracy de Almeida, Palhaços Atchim e Espirro, Cometa Halley, Álbuns de figurinhas do Amar é, Revistas de pintar com água, He-man, Thundercats, Viva Noite, Fofão, Jaspion, Changeman, Espectroman, Jiraiya, Sharivan, Sinhozinho Malta, Chips, Filmes do Jerry Lewis, Tênis M2000, Montreal, Ki-Chute, Iate, OP, Cairê, Mini-engradados de Coca Cola, Caloi 10, Canetas de 10 cores, Ferrorama, Autorama, PogoBall, Geleca, Creme Rugol, Loira do banheiro no Colégio, Glub Glub, Plunct Plact Zuum, Rá Tim Bum, Zas-Trás, Topo Gigio, Show Maravilha, Teatrinho Trol, Tia Gladys, Tv Colosso, Uni Duni Tê, Vila Sésamo, Xou da Xuxa, Turma dos Sete, ZYB Bom, etc...

contatootempopassa@gmail.com | facebook.com/otempopassa | instagram.com/otempopassa

2 de jul de 2011


Esse Tostão, não sei, não… Esse Tostão

Família toda reunida diante da tv em preto-e-branco, e a bola correndo nos gramados mexicanos.


Vivia-se um momento mágico do futebol, a Copa de 70, que consagraria a seleção brasileira como dona definitiva do troféu Jules Rimet, disputado havia quarenta anos.


Uma estréia é sempre nervosa, e coube aos brasileiros enfrentar os tchecos, com quem já tinham decidido a Copa de 62, no Chile.


Eles saíram na frente, e, vez por outra, tocando rapidamente na bola, aparecia a extraordinária figura de Tostão no vídeo.


Era o único momento que parecia interessar à velha tia libanesa, que mal falava o português. Sem que ninguém lhe desse a menor atenção, ela se limitava a resmungar, para si mesma: “Esse Tostão, não sei, não… Esse Tostão…” Os tchecos foram batidos por 4 a 1, e vieram os ingleses, últimos campeões mundiais.


E, cada vez que Tostão aparecia, a tia repetia: “Esse Tostão, não sei, não… Esse Tostão…” Num jogo inesquecível, e numa jogada desse “Tostão, não sei, não… Esse Tostão…”, maravilhosamente compartilhada com Pelé e finalizada por Jairzinho, os brasileiros ganharam de novo, 1 a 0.


Depois foi a vez dos romenos, 3 a 2 para o Brasil, e a tia insistia em sua ladainha misteriosa.


Contra o Peru, já pelas quartas-de-final, Tostão fez dois gols, sempre acompanhados pela frase que irritava alguns, divertia outros e não interessava à maioria dos parentes.


Valia mesmo era comemorar os 4 a 2 no time dirigido por mestre Didi.


A semifinal, contra o Uruguai, foi de matar do coração. Só se falava em 1950, e, entre o primeiro gol celeste e o terceiro brasileiro, pouco se ouviu, mas se ouviu a cantilena sem fim da tia libanesa:
“Esse Tostão, não sei, não… Esse Tostão…” Então, chegou o grande dia, o dia da finalíssima, contra a Itália.


Quem ganhasse ficava com a taça, Itália bicampeã em 1934/8, Brasil bicampeão em 1958/62.


Houve sobrinho que ameaçou enforcar a tia se ela não parasse com aquilo, mas, durante, ninguém despregava o olho do espetáculo que a tv transmitia, na consagradora goleada de 4 a 1.


E a velha tia lá, a falar.


Jogo terminado, festa instalada, uma das últimas imagens mostrava Tostão praticamente nu, só de sunga, despido pelos torcedores.


O que deu à tia libanesa a derradeira chance de soltar, e aí numa gostosa exclamação, o seu “Esse Tostão, não seu, não… Esse Tostão!…”. Foi então que uma alma piedosa virou-se para ela e perguntou: “Tia, por que você passou a Copa inteira implicando com o Tostão?”


E ela, angelicamente, respondeu: “Esse Tostão?! Esse patrício, lê. Olha a carinha dele, olha a carinha dele”.


(Extraído do livro “Meninos, eu vi”, de Juca Kfouri, editoras DBA/Lance!)

0 comentários:

Postar um comentário


Ta ficando velho... Hein!!!

Meu Amigo(a), você que fez parte da geração anos 70, 80 e 90, não deixe que nossas lembranças sejam esquecidas!!!

Clique Aqui e Indique/Recomende este Site para seus Amigos(as), e deixe que eles também voltem ao passado e se divirtam!!!

Gostou dessas Lembranças? Então "Clique Aqui" e comente, deixe seu Recado no nosso Livro de Visitas.


Custom Search